Repsol

Logo Repsol

Ruta

No âmbito da iniciativa humanitária iniciada com o Dakar

A Fundação Repsol entrega em Marrocos material para 200 pessoas portadoras de deficiências

  • Foram entregues cadeiras de rodas, muletas e triciclos adaptados para pessoas com deficiências possam recuperar a mobilidade. 
  •  A iniciativa “Voltar a viver, Projecto em África” permite manter o vínculo entre a Repsol e o continente africano que se havia estabelecido graças ao Rally Dakar. 
  •  A doação realizou-se em colaboração com várias entidades locais e garantiu a entrega directa a pessoas que mais necessitam. 
  • Os pilotos Repsol Laia Sanz, Jaime Alguersuari e Jordi Gene participaram na entrega do material.
  • Marc Coma e Nani Roma apoiam a partir do Chile a acção e valorizam o facto da Repsol “não se esquecer de África”.   

Nota de Prensa

14 de Janeiro de 2009 12:22 CET

Rss Imprimir Descarga Versión en PDF (45 Kb)

A Fundação Repsol entregou nas localidades de Erfoud e Hassi Labiad (no sudeste de Marrocos) cadeiras de rodas, muletas e triciclos adaptados para que 200 pessoas com deficiências possam recuperar a mobilidade que se veio a agravar pela escassez de recursos. 

Para a região de Er Rachidia, uma das zonas economicamente mais pobres de Marrocos, a passagem do Rally Dakar foi sempre um acontecimento aguardado pela população, já que permite obter uma série de recursos materiais que, devido ao cancelamento da prova, deixaram de receber. Foi precisamente o vínculo estabelecido entre a Repsol e a população de Er Rachidia durante a celebração do Rally que estimulou a companhia a promover a acção “Voltar a viver, Projecto em África”, com a ajuda e a implicação de diversas entidades locais. 

Neste sentido, a Fundação Repsol trabalhou com as premissas básicas na hora da realização da acção. Por um lado, ocuparam-se de entregar as cadeiras de rodas, triciclos adaptados e muletas, directamente às pessoas que necessitam de ajuda, prescindindo de intermediários. Por outro, asseguraram que todo o material era novo e devia estar em conformidade com as normas de qualidade. 

Envolvimento e apoio dos pilotos Repsol 

A Fundação Repsol contou com a participação, na entrega do material, de três pilotos Repsol: Laia Sanz, campeã do mundo de trial; Jaime Alguersuari, campeão de Fórmula 3 britânica e Jordi Gené, campeão de equipas do Mundial de Turismo. 

A partir do Chile, onde se encontra actualmente a caravana do Rally Dakar, Nani Roma e Marc Coma, que conheceram bem as necessidades da região de Er Rachidia, um dos lugares habituais de treino, não hesitaram em aderir à iniciativa da Fundação. 

DECLARAÇÕES: 
 
Javier Inclán, director da Fundação Repsol
“Quando há um ano se suspendeu o Dakar, a Repsol pensou que o movimento solidário com África não podia terminar. Hoje temos realmente de ajudar esta zona de Marrocos, onde há uma população com necessidades para além do admissível, em pleno século XXI. Com esta acção, temos mostrado que todo o movimento do Dakar, esse espírito solidário que se tinha com África, se mantém e que enquanto a corrida decorre este ano pela Argentina e Chile, a Fundação Repsol vai continuar a apoiar África e vamos pensar que toda esta população, que dependia em boa parte do Dakar, vai ter sempre a ajuda de companhias que pensam que a Responsabilidade Social é tão importante para o seu código genético como pode ser a própria competição”. 

Nani Roma, piloto da equipa  Repsol Mitsubishi Ralliart
“Esta acção demonstra que existem pessoas na Repsol que não esquecem África. Eu mesmo, através da Fundação Nani Roma, estou a fazer coisas nesse continente. Toda a ajuda é bem-vinda. Muitas pessoas acreditam que a Repsol e, em geral, as grandes empresas só estão pelo negócio. Mas existem muitas pessoas na Repsol que ajudam os outros. E isto é genial! O meu desejo é que houvesse mais empresas como a Repsol a ajudar África. Quero, também, aproveitar para saudar as pessoas de Er Rachidia e de África.” 

Marc Coma, piloto da equipa Repsol KTM
“A Fundação Repsol teve uma ideia muito boa, que é demonstrar que não esquecemos África. E um lugar tão especial como Er Rachidia, conhecido por nós porque treinamos muito nessa zona e temos ali muitos amigos. Tudo o que podemos fazer para ajudar essas pessoas é fantástico. Mais importante ainda, a ideia em geral, é que não esquecemos África e que fique claro que há pessoas que se preocupam com os outros. Muitos pensam que empresas como a Repsol só se preocupam com os negócios, mas devem saber que não é assim, que também há recursos e tempo para ajudar os outros. Saudações para as pessoas de Er Rachidia e espero voltar em breve.”

Laia Sanz, campeã do mundo de trial
“Foi muito positivo vir aqui, porque depois de tantos anos com o Dakar a passar por esta zona, os seus habitantes dependem bastante de todas as ajudas que lhes chegavam através do Rally. Se é difícil viver com uma deficiência em Espanha, aqui nesta região de Marrocos, é muito mais difícil. Disponibilizar-lhes este material significa melhorar muito a sua qualidade de vida”. 

Jaime Alguersuari, campeão de Fórmula 3 britânica
“Estou muito impressionado e orgulhoso por vir a África e desta vez ter viajado para ajudar pessoas que realmente precisam da Fundação Repsol. Estar aqui ajuda-nos a entender o que temos e a melhorar a nossa vida. Vê-se um outro mundo, que está tão perto da nossa casa e que não imaginamos como vivem. Espero poder voltar em breve e ajudar ainda mais”. 

Jordi Gené, campeão de equipas do Mundial de Turismo
“Vivi uma experiência muito enriquecedora. É importante que as pessoas se apercebam que, em países como este não aparecemos só para nos divertirmos e para disputar provas, sinto que há necessidades muitas básicas que podemos ajudar a superar com muito pouco. A Repsol incentiva este tipo de acção e demonstra bem a sua filosofia: não esquecer África. É uma boa prova de que eles fazem porque realmente sentem que querem trabalhar com estas pessoas, que apreciam muito esta ajuda. É a prova de que uma marca como a Repsol se envolve e quer ajudar os mais desfavorecidos de Er Rachidia, precisamente quando o Dakar já não passa por aqui. Isso comprova as suas boas intenções”. 

Para outras informações:

REPSOL 
António Martins Victor – 213119565
amvictor@repsol.com 

PARCEIROS DE COMUNICAÇÃO
Francisco Crujo – 93 601 83 35
francisco.crujo@parceirosdecomunicacao.pt

Buscador de Imprensa

Utilitários

  • Glossário

          
Confianza en línea